Febre – terapia natural



A febre é um fator de cura e por isso não pode ser suprimida. Aliás, ter febre é um bom sinal de saúde: o sistema imunológico está agindo. Muita gente ainda não entende isso e recorre aos medicamentos para combater a febre. Age mal.

A gripe é causada por vírus que penetram no organismo humano. Nem sulfa nem antibióticos matam os vírus. Mas eles perdem a capacidade de se reproduzir com rapidez e morrem quando a temperatura do corpo atinge 39 ou 40 graus. Isso acontece justamente pela febre, que o corpo produz para esta finalidade.

A febre é, portanto, um processo natural de autocura. O organismo queima mais calorias e, com isso, a temperatura sobe. Ao mesmo tempo, o organismo produz um hormônio, chamado interferon, que impede a propagação do vírus.

A melhor forma de tratar gripe

A pessoa que adoece deve ficar de cama, mantendo repouso. O coração precisa ser liberado de todo esforço desnecessário para o aumento de atividade metabólica.

Como o corpo precisa ser aquecido para vencer o vírus, fornecemos calor adicional por meio de sopa e chá quentes, banhos quentes, bolsa de água quente e inalações com vapor de água quente.

Como o corpo febril precisa de mais oxigênio, o quarto do doente deve estar bem arejado.

Com essas providências, a febre da pessoa gripada cede dentro de um a dois dias. Podemos, ou melhor, devemos evitar o uso de medicamentos para baixar a febre. Eles podem trazer risco de vida – principalmente na pessoa idosa – pois, suprimindo a febre, impedimos o corpo de defender-se contra os vírus. Tirando do organismo a sua própria defesa, os resultados podem ser recaídas constantes e enfraquecimento do sistema circulatório.

Podemos prevenir a gripe, quando existe uma ameaça, tomando banhos quentes (com a temperatura da água subindo de 38 para 41 graus), que provocam febre artificial. Além disso, precisamos dormir o suficiente e tomar sucos frescos de frutas que contenham vitamina C, como laranja, limão e acerola

Postagens mais visitadas deste blog

Porta calcinha/cueca