Recreio Escolar...

Estou trabalhando como Agente Escolar e desempenhando a função de Inspetora de Aluno, numa escola da rede estadual e gostaria de oferecer e diversificar as opções de brincadeiras das crianças. 
Este é um momento em que eles têm a oportunidade de escolher com quem conversar, de quem se aproximar, onde e como brincar. Este tempo e espaço dão-lhes oportunidade de relações em grupo.
O correr faz parte, mas vamos ver o que a internet nos oferece, como opção, para a diminuição das corridas pelo pátio. Eles ficam muito suados e ainda podem se machucar.
Tenho observado o ambiente do recreio e vejo que é um momento passível de aumento a incidência de demonstração de atos agressivos (crianças com dificuldades de aprendizagem e se relacionar (às vezes, discriminadas), geralmente  são aquelas zangadas, ansiosas, deprimidas e violentas. 

Pesquisando...
Jogos:



Número de participantes:  2 a 4 

Objetivo 
Fazer com que os personagens destruam o dragão (ao centro do tabuleiro) antes que ele seja liberto de sua caverna e destrua a floresta encantada 

Material necessário 

lápis de cor e canetinhas 
1 folha grande de papel Paraná (ou papelão resistente) 
tesoura e cola 
papel sulfite 
4 pinos de cores diferentes 
papel contact 
dado numérico 

Como fazer 
1. Desenhe e recorte, no papel Paraná, um tabuleiro quadrangular e um cubo planificado. Monte o cubo para fazer um dado especial. 

2. Combine com as crianças que elas farão desenhos bem coloridos no papel sulfite. É preciso desenhar e pintar: 
- Quatro personagens: unicórnio, duende, gnomo e fada. Cada um deve ser desenhado em dois tamanhos: um médio, para compor o tabuleiro, e um pequeno, para confeccionar o dado. 
- Um dragão em tamanho grande (duas cópias idênticas) e um dragão em tamanho pequeno. 
- Uma estrela pequena. 
- Elementos de uma floresta encantada, como árvores e plantas. 

3. Quando todos os elementos estiverem prontos, recortem cada um deles separadamente. Colem cada personagem em tamanho médio em um dos cantos do tabuleiro e o dragão grande (uma das duas cópias), ao centro. Ao redor, colem os elementos da floresta. 

4. Partindo de cada personagem e em direção ao dragão no centro do tabuleiro, desenhem e pintem dez casas - cada bloco de casas na cor de um dos pinos que serão usados durante o jogo. Encapem o tabuleiro com papel contact. 

5. Colem nas laterais do dado o unicórnio, o duende, o gnomo, a fada, o dragão e a estrela. Encapem o dado com papel contact. 

6. Recortem a segunda cópia do dragão grande em 9 pedaços, formando um quebra-cabeça, e coloquem as peças montadas sobre o dragão do tabuleiro. 

Como jogar 
1. Todos laçam o dado numérico - quem tirar o maior valor começa a brincadeira - e posicionam seu pino sobre um dos personagens. 

2. Cada um, na sua vez, lança o dado com os personagens. Se der estrela, que é o coringa, o jogador avança duas casas. Se cair dragão, uma peça do quebra-cabeça é retirada. E se cair outro personagem, somente ele próprio avança uma casa. 

3. A floresta será salva se os personagens completarem a trilha antes que todas as peças do quebra-cabeça sejam retirados.






Número de participantes: dois a quatro
Objetivo 
Salvar a Terra, impedindo que os ETs do disco voador (centro do tabuleiro) roubem baldes de água 

Material necessário 
- lápis de cor e canetinhas 
- 1 folha grande de papel Paraná (ou papelão resistente) 
- tesoura e cola 
- papel sulfite 
- 4 pinos de cores diferentes 
- papel contact 
- tampa redonda (ou outra superfície firme para a roleta) 
- 1 taxinha 
- 1 clipe 
- dado numérico 

Como fazer 
1. Recorte no papel Paraná um tabuleiro quadrangular grande. 

2. Peça para as crianças fazerem os seguintes desenhos no sulfite: 
- Quatro personagens espaciais, que representarão os jogadores. É preciso desenhar cada um deles em tamanho médio (para o tabuleiro) e em tamanho pequeno (para a roleta). 
- Uma nave espacial grande e uma pequena. 
- Um planeta pequeno. 
- Nove baldes de água pequenos. 
- 40 estrelas (cada bloco de 10 com uma cor diferente). 

3. Recortem os elementos separadamente. Colem os personagens em tamanho maior em cada uma das pontas do tabuleiro e a nave espacial, ao centro. Colem também as estrelas, partindo dos personagens em direção à nave. Encapem o tabuleiro com contact. 

4. Colem os personagens em tamanho menor em um pedaço circular de papel Paraná, encapem com contact e fixem em uma tampa redonda ou outra superfície firme, com a ajuda de uma taxinha. Aproveitem a tachinha para prender também um clipe, que será o ponteiro da roleta. 

Como jogar 
1. Coloquem os baldes de água espalhados ao redor da nave espacial. Quem tirar o maior número no dado começa. 

2. Cada um, na sua vez, gira a roleta e joga de acordo com o resultado. Se o ponteiro parar no planeta, todos os personagens avançam uma casa. Se cair em um personagem, ele avança sozinho uma casa. E se der nave, um balde de água sai do tabuleiro. 

3. O planeta será salvo se os personagens chegarem à nave espacial antes de os baldes acabarem.


Dinâmica em grupo:


Participantes: 7 a 15 pessoas
Tempo Estimado: 30 minutos
Modalidade: Experiência de Vida.
Objetivo: Proporcionar o conhecimento recíproco da infância de cada integrante.
Material: Perguntas preparados pelo coordenador em número superior ao número de integrantes.
Observação: Deve-se evitar perguntas que levem a recordações tristes.
Descrição: Cada integrante recebe aleatoriamente uma pergunta e a lê em voz alta para os demais, respondendo-a em seguida. As perguntas podem ser reutilizadas. 
Propostas de perguntas:
- Como era seu melhor amigo(a)?
- Como seu pai gostaria que você fosse?
- O que você imaginava ser quando crescesse?
- Quais os seus sonhos de infância?
- Qual a melhor lembrança de seu padrinho?
- Qual a melhor lembrança de seu pai?
- Qual a melhor lembrança de sua infância?
- Qual a melhor lembrança de seu mãe?
- Qual a sua primeira grande alegria?


Participantes: 7 a 15 pessoas
Tempo Estimado: 30 minutos
Modalidade: Preferências Individuais.
Objetivo: Descobrir a importância de diferentes temas para os integrantes do grupo.
Material: Lápis e papel para os integrantes.
Descrição: O coordenador propõe temas a serem debatidos pelo grupo. Cada integrante é motivado para que defina qual a importância dos diferentes temas para si mesmo. 
Dentre os temas propostos pode-se ter temas como: 
  1. drogas, 
  2. sexo, 
  3. namoro, 
  4. política, 
  5. amizade, 
  6. família, 
  7. educação, 
  8. saúde, 
  9. segurança,
  10.  esportes, etc
Como desenvolver:

  1. Os temas devem ser identificados por um número ou uma letra (de preferência a primeira letra do tema). 
  2. Em seguida, cada integrante deve desenhar um círculo e dividi-lo de acordo com a proporção de importância que tem para com cada tema. 
  3. As divisões devem ser identificadas pelos números ou letras definidos anteriormente para os temas. 
  4. Temas se nenhuma importância para o integrante podem ser simplesmente desconsiderados pelo mesmo. 
  5. Então, cada integrante apresenta seu desenho ao grupo comentando suas opções. Em contrapartida, o grupo pode opinar sobre estas opções e se as mesmas correspondem ao que o grupo esperava do integrante.
Agora que plantei a sementinha, vou cuidar  para obter uma colheita boa.
Aceito sugestões.




Postagens mais visitadas deste blog

Porta calcinha/cueca