Por ai...




Se alguém perguntar por mim
diga que fui por aí
com a viola debaixo do braço...
Oh vontade de ser verdade!

Queria poder sair
sem pressa de chegar
caminhando devagar
para encontrar o novo
que carrega minha felicidade

Velhas novidades
não movem moinhos
Ventos novos
precisam ser garimpados

De chinelo nos pés
ir para onde meus olhos
enxergam a possibilidade
de se fazer diferente

Chegar sem medo de ir embora
se precisar, pegar a estrada de novo
sem olhar para trás e continuar
a procurar pedaços de alegria
colecionar sorrisos, causos
fantasias, sem fazer planos

O futuro será meu dia a dia
sem rumo, simplesmente
recebendo o presente do dia

Queria ser livre assim
não sou, não pelos outros
mas por mim mesma
que não ousa mudar a engrenagem
por está rodando direitinho
mas a roda da vida range
pedindo não a graxa
mas a mudança do eixo

Quero ter coragem de ir
jogando tudo pro alto
ir de encontro ao meu sonho
me enriquecendo em feitos
e realizações durante
meu caminho

Vivência
É disso que preciso
Não a felicidade plena
Utopia
Mas da alegria
de caçar avidamente
a felicidade

Preciso de vida
e coragem para vivê-la

Mariliza Silva

http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://i131.photobucket.com/albums/p315/marilizasilva/imagem_sem_rumo.jpg&imgrefurl=http://tempodesaturno.blogspot.com/2007_03_01_archive.html&usg=__o2r2SVH2WxXB4yyzWoDtSQBdKt4=&h=472&w=474&sz=43&hl=pt-BR&start=46&um=1&tbnid=5p86KXgl2pN_AM:&tbnh=128&tbnw=129&prev=/images%3Fq%3Dcaminhando%2B%2Bfelicidade%2Bblog%26ndsp%3D20%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DN%26start%3D40%26um%3D1

Postagens mais visitadas deste blog

Porta calcinha/cueca